quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Introdução - O SISTEMA NERVOSO

O Sistema Nervoso é responsável pelo ajuste do organismo animal ao ambiente. Tem como função perceber e identificar condições ambientais externas, condições dentro do corpo e elaborar respostas que adaptem o animal nas condições.

Principais Funções:

  • Receber informações;
  • Associar informações( interpretá-las);
  • Emitir ordens;
  • Armazenar informações (memória)
  • Garantir Homeostase
  • Neurossecreções: os neurônios produzem secreções, executam portanto a função de reguladores químicos.

 ORGANIZAÇÃO DO SN: 
Sistema Nervoso Central: Encéfalo (cérebro, cerebelo e bulbo) e medula espinhal (medula raquidiana).

Sistema Nervoso Periférico: Nervos cranianos (12 pares) e nervos espinhais (nervos raquidianos) (31 pares).

Sistema Nervoso Periférico Autônomo
: simpático e parassimpático.


 

Neurônio: unidade básica do Sistema Nervoso,
capaz de perceber as mínimas variações que ocorre,
reagindo com uma alteração elétrica, chamada de
impulso nervoso.

SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO

É o conjunto dos nervos cranianos e espinhais, sua função é conectar o sistema nervoso central às diversas partes do corpo animal. Constituído por nervos gânglios nervosos.
Nervos: Feixes de fibras nervosas, envoltos por um tecido conjuntivo, com vasos sanguíneos, responsáveis pela nutrição das fibras nervosas. Podem ser cranianos ou espinhais.
Gânglios Nervosos: Formados por neurônios, respondem pela regulação de inúmeras funções viscerais. Aparecem como pequenas dilatações em certos nervos.







video

Nervos Sensitivos, Motores e Mistos

São classificados de acordo com o tipo de fibra nervosa que apresenta. O Sensitivo conduz impulsos dos órgãos dos sentidos para o Sistema Nervoso Central.
Os nervos motores conduzem impulsos do Sistema Nervoso Central até os músculos ou glândulas.
Já os Mistos conduzem impulso nos dois sentidos, das diversas regiões do corpo para o Sistema Nervoso Central e vice-versa.

Nervos Cranianos, Raquidianos e Gânglios Espinhais

Nervos Cranianos
Os nervos cranianos então ligados ao encéfalo, tem como função a inervação dos órgãos dos sentidos, dos músculos e glândulas na cabeça e também de  alguns órgãos internos. Seres humanos, possuem 12 pares de nervos cranianos.     


  
video
Nervos Raquidianos
Os raquidianos, estão ligados a medula espinhal, dispõem-se em pares ao longo da medula, um par por vértebra. A raiz dorsal de um nervo espinhal é formada por fibras sensitivas e a raiz ventral por fibras motoras.


Gânglios Espinhais
Os glânglois espinhais é onde localizam-se os neurônios sensitivos. Ramificam-se perto da medula e os diferentes ramos inervam os músculos, a pele e as vísceras. 

Divisão Funcional do Sistema Nervoso Periférico

Diversas atividades que realizamos são conscientes e estão sobre o controle da nossa vontade, são chamadas de voluntárias. E outras independem de nossa vontade são chamadas de Involuntárias.
  Sistema Nervosos Periférico Voluntário: Tem como função reagir a estímulos do ambiente externo.
  Sistema Nervosos Periférico Autônomo (involuntário): Regula o ambiente interno do corpo controlando atividades dos sistemas digestivo, cardiovascular e endócrino.
Divide-se em Simpático e Parassimpático. 

Sistema Nervoso Periférico Autônomo Simpático e Parassimpático

Estimulam ou inibem funções dos órgãos viscerais. É como se tivéssemos um acelerador e um freio agindo simultaneamente na velocidade e no funcionamento do órgão.



video